quinta-feira, 25 de maio de 2017

Fortaleza de Santa Cruz da Barra - Jurujuba - Niterói

Tem colaboradora nova no Viajando com Puny: Priscylla da Fonseca! Fomos colegas na Ibéria (bons tempos de Ibéria!!) e depois Priscylla saiu para advogar. Mas quem aguenta ficar longe do turismo? Desta vez Priscylla estudou para obter registro na Embratur como guia de turismo. Sorte nossa! Pois há quatro anos temos uma ótima profissional no mercado. Quando ela contou que ia visitar a Fortaleza de Santa Cruz, não perdi tempo e pedi: escreve para o blog!?! Ela atendeu ao pedido e, assim, ela estreia aqui no Viajando com Puny! Esperamos que a Priscylla colabore muitas e muitas outras vezes, pois só temos a ganhar!

Fortaleza de Santa Cruz da Barra


Por: Priscylla da Fonseca

Na entrada da baía de Guanabara, no lado de Niterói tem uma fortaleza que, embora esteja ativa, pode ser visitada. E que passeio legal! 

A ocupação daquele lado da entrada da baía de Guanabara começou com a invasão francesa na metade do século XVI, e foi local de vários acontecimentos históricos. 

A construção foi, no período colonial e imperial, juntamente com a fortaleza de São João na Urca, a principal estrutura de defesa da entrada da baía. Defendeu a cidade da invasão dos franceses e holandeses, foi presídio e dali saiu o batalhão que lutou na Segunda Grande Guerra. O último disparo feito da fortaleza foi em 1955.

Dentro da fortaleza tem uma pequena capela sagrada para Santa Bárbara. É muito charmosa e pequena, e até fazem casamentos ali. Como data da época da construção da fortaleza, 1612, é uma das mais antigas da cidade. Lá dentro tem o túmulo de uma jovem chamada Iracema, filha de um capitão e, diz a lenda, que se jogou ao mar quando seu pai a proibiu de viver seu amor por um cabo. Outra lenda interessante é que a imagem de Sata Bárbara, inicialmente, não tinha sido destinada para lá, porém, todas as vezes que tentavam tirá-la dali o mar ficava numa ressaca danada. Logo, para a felicidade geral de todos e do mar a imagem ficou de vez na fortaleza! 

A história é contada pelo soldado da fortaleza e dura mais ou menos 50 minutos. O grupo deve caminhar junto com o orientador, só são permitidas fotos do lado esquerdo da fortaleza, pois do lado direito estão as instalações militares que ainda estão ativas. Se o dia estiver nublado eles te emprestam guarda-chuva. Não é fofo?!

Preço, horários e gastronomia: 


O passeio custa R$ 10,00, e acontece de terça a domingo das 10h às 12h e das 13h às 17h, a cada meia hora. No local tem um restaurante, que não é baratinho, mas tem uma espécie de lanchonete pequena que vende água, refrigerante e pão de queijo, e uma lojinha de presentinhos que estava fechada quando fui, pois era domingo.

Como chegar: 


Chegar lá é fácil. Se você vai de carro siga pela costa de Niterói até o final, não tem como errar, é só seguir as praias, e lá tem estacionamento gratuito.

Do centro de Niterói tem um ônibus que sai da rodoviária, que fica ao lado da estação das barcas que te deixa na fortaleza. O número da linha é 33, mas cuidado, somente alguns ônibus desta linha vão até a fortaleza, os demais só vão até a praia de Jurujuba, e de lá até a fortaleza é uma boa caminhada! Segue os horários de saída dos ônibus do centro. Para voltar tem que esperar um pouco, mas o ônibus chega!

Espero que tenham gostado da dica! Aproveitem, divirtam-se e tirem muitas fotos.

Priscylla da Fonseca é guia da cidade do Rio de Janeiro, com registro Embratur.
Contato whatsapp: + 55 (21) 99311-4419

5 comentários:

  1. muito bom,adorei seus comentários com um pouco da história da fortaleza!!! minha guia preferida!!! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Gostei demais Já fui a fortaleza mas faz muito tempo. deu-me vontade de ir de novo.Gostei tb de saber desta guia. Quero fazer passeios com ela

    ResponderExcluir
  3. Obrigada gente! Em breve terei mais dicas para vocês aqui noblog!

    ResponderExcluir
  4. Amei as dicas!!! Já tinha ido lá... mas me deu muita vontade de voltar. Vou fazer isso em breve!!! Amo Niteroi!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Volta sim, Silvinha! Niterói é uma cidade cheia de boas surpresas! Bjs,

      Excluir

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!