sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Outra vez em Saint Augustine, Florida


Por: Adriana Aguiar Ribeiro

Na maioria das vezes que estivemos hospedados em Daytona Beach, devido a curta distância (aproximadamente 1 hora de viagem de carro), demos uma esticada até Saint Augustine. Nas visitas anteriores fizemos um bate e volta e desta vez não foi diferente. Chegamos pela manhã e saímos à tardinha. Tempo suficiente para almoçar, curtir os cafés, as lojinhas descoladas do centro histórico, o Castillo de San Marcos e o sabor gostoso de cidade de praia no verão. 
Em George Street

A visita aconteceu em agosto passado, fim de férias, quando ainda está bem quente e animado pela Flórida. Retornar a cidade é sempre uma alegria, pois o astral das ruazinhas do seu centro histórico é vibrante, o que deixa sempre vontade de voltar.

Chegamos em Saint Augustine pela hora do almoço para experimentar a comida do Falafel Queen , pequeno restaurante de comida original, nunca sei dizer se árabe ou libanesa. Mas tudo o que comemos lá, garanto, estava delicioso! Homus tahine, pão árabe, baba ganouche, sanduíche com falafel e outros. O restaurante não é charmoso e fica em um bairro um pouco afastado do centro histórico. Mas tinha lido boas recomendações no Trip Advisor e resolvemos checar. E a comida fez jus aos comentários!

 De lá seguimos de carro para o nosso destino. Após estacionar no entorno do centro histórico (vagas por ali são concorridas) fizemos uma caminhada até o Castillo de San Marcos (ingresso: 16 anos ou mais, 10 dólares. 15 anos ou menos, grátis se acompanhado de um adulto) que é um programa que oferece bonitas paisagens, além da história do forte.

Por fim, seguimos para a charmosa George Street, para matar as saudades do seu casario bonito, para  tomar uns cafés acompanhados de tortas e olhar as lojinhas. 

Comento em outra matéria deste blog um pouco da história de Saint Augustine e detalhes de lugares a visitar na cidade. Clique aqui se quiser saber mais.

A novidade desta vez foi encontrar a Oldest School House, a escola de madeira mais antiga dos Estados Unidos, datada de aproximadamente 1700, aberta. Virou um museu lindo com ricas representações em seu interior. Fica localizada no número 14 da George Street, perto do portão da cidade e a visita vale a pena. 

Suas paredes foram construídas em madeira de cipreste e cedro vermelho. O professor e sua família moravam no segundo andar da escola. A cozinha ficava localizada em um prédio separado da casa, para reduzir o calor e o risco de incêndio. As classes eram frequentadas por meninos e meninas. Os jardins do entorno da escola são bem cuidados e, com sorte, você encontrará esquilos por lá. O curioso é que a escola é envolvida por uma larga corrente, colocada lá em 1937, para ajudar a ancorá-la ao chão em caso de furacões. 

Mais informações sobre Saint Augustine você pode ler neste post aqui no blog. Na época não tinha boas fotos, pois antes de começar a escrever para o Viajando com Puny não imaginava que precisaria de imagens dos lugares visitados para compor matérias. Por isso, nesta visita, dediquei um novo olhar à cidade, para atualizar você com boas imagens.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!