domingo, 4 de janeiro de 2015

Volta Redonda, RJ – Cidade da Música

Divulgação: internet
Este blog enaltece as coisas boas e é a favor das causas sociais. Por isso hoje vamos falar de um  projeto que merece ser destacado, na cidade de Volta Redonda, RJ:  é o “Cidade da Música” que é desenvolvido em 26 escolas municipais da cidade. O objetivo do projeto é ensinar música. Atualmente atinge mais de 4000 alunos da pré-escola ao ensino médio, dando a eles oportunidades de profissionalização como instrumentistas ou professores de música, através da graduação na faculdade de música. É um projeto mantido pela Prefeitura Municipal de Volta Redonda.

O trabalho de musicalização inicia-se desde a pré-escola até o 5º ano de escolaridade, com desenvolvimento do canto em conjunto. A partir daí há opções de prosseguir com instrumentos de percussão (Banda Mini), ensino de pífaro, ensino de violino, ensino de violoncelo e contra baixo.
Apresentação Orquestra de Cordas

Adiante se pode optar também pelo aprendizado dos instrumentos de metais e percussão, ou de instrumentos de madeira, ou pela prática constante do canto coral ou a continuidade do ensino dos instrumentos de cordas e arcos.

Resultado de todo este trabalho, tendo se apresentado em renomadas salas de espetáculo como a Sala Cecília Meireles, o Theatro Municipal e a Igreja da Candelária no Rio de Janeiro, entre salas renomadas de outras cidades, estão os seguintes grupos:
Divulgação internet: Sarah Higino




• Banda de Metais
• Banda de Concerto
• Orquestra de Violinos
• Orquestra de Violoncelos e Contrabaixos
• Orquestra de Cordas
• Coro Infanto-Juvenil
• Coro do Projeto “Volta Redonda Cidade da Música” (Coro Misto)



Divulgação internet: Maestro Nicolau Martins Oliveira
Tivemos a oportunidade de assistir a uma apresentação da Orquestra de Cordas, em uma indústria da região Sul-Fluminense, e observamos que o grupo de crianças e adolescentes não deve nada, em competência e disciplina, às grandes orquestras que assistimos pelo mundo. Por isso, parabenizamos ao maestro idealizador e responsável pelo projeto, Nicolau Martins de Oliveira e também a pianista, regente da orquestra e do coro, Sarah Higino, pela louvável iniciativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!