quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Um dia em Paris


Arco do Triunfo - Champs-Élysées – Place de La Concorde – Jardim de Tulherias – Museu do Louvre – Rue de Rivoli – Place des Vogues – Marché des Enfants Rouges.

Champs Elysées

Este é mais um post da série Paris por Etapas. Pois Paris, como toda grande cidade, merece ser dividida em blocos. Assim, o visitante otimiza sua viagem procurando conhecer as atrações concentradas numa mesma área. Lembrando sempre que o metrô levará você a praticamente qualquer lugar de Paris e que a tarifa nesta data custa aproximadamente 1,70 euros. Cheque também no guichê o valor para 10 bilhetes, que costuma sair mais barato. E o Mobilis que custa em torno de 6,30 euros por um dia de viagens ilimitadas. Este só vale a pena se você fizer várias viagens em um dia.

Começaremos este programa pelo Arco do Triunfo. Para chegar até aqui você deverá pegar um metrô e descer na estação Charles de Gaulle Etoille.

O Arco do Triunfo foi construído a pedido de Napoleão para celebrar as vitórias militares. Mede 50m de altura e 45m de largura. Abriga o túmulo de um soldado desconhecido em homenagem aos mortos da primeira guerra. O visitante pode subir na plataforma panorâmica, de onde há uma bonita vista de Paris.
Place de Concorde
A partir do Arco vale a pena caminhar pela Champs-Élysées. São três quilômetros de beleza repletos de bonitas lojas, cafés, bistrôs e restaurantes. Ao final está a Place de La Concorde. Em Paris, principalmente nas áreas mais turísticas, fique atento aos trombadinhas (jovens adolescentes – franceses ou do leste europeu, que assediam os turistas distraídos).
Ao chegar na Place de La Concorde, com seu Obelisco e chafariz, você estará de frente para o portão de entrada do Jardim das Tulherias (Tulleries), repleto de lindas esculturas, fontes e canteiros. Se for verão ou primavera, melhor ainda, pois tudo estará florido. Observe que do lado direito do portão de entrada há um banheiro público (pago) que é uma relíquia parisiense. Um
Jardins de Tulleries com Louvre ao fundo
dos mais antigos banheiros públicos da cidade. Ali, além de banheiros, você encontrará água mineral à venda. Do lado esquerdo há uma livraria com excelentes edições que abordam o tema de Tulleries e Paris. Esta é uma das áreas mais chiques de Paris e é Patrimônio Mundial das Margens do Sena, eleito pela Unesco.

Por aqui vale a pena fazer uma pausa para o almoço, aproveitando os diversos cafés da redondeza ou mesmo as barraquinhas que vendem crepe na rua.

Atravessando o Jardim de Tulleries o visitante chegará à praça principal de entrada ao Museu do Louvre, com a pirâmide de vidro. O dia de passeio deverá terminar aqui, visitando o Louvre, que requer horas de apreciação.
Rue Rivoli

Se você já visitou o museu e prefere estender o passeio, poderá ir pela rue de Rivoli que fica ao lado do Louvre. É uma rua longa, mas o trecho que tem o comércio mais interessante fica entre o Louvre e o Hôtel de Ville. Na última vez que visitamos Paris tomamos este rumo para ir a pé até o Marché des Enfants Rouges, que é um mercado de rua coberto, dizem que o mais antigo da cidade, e fica no Marais. Tínhamos lido que “o Marché des Enfants Rouges tem boa comida italiana, japonesa, marroquina, além de barracas com frutas, legumes, flores e certa animação nas manhãs de domingo!” Mas acho que chegamos um pouco tarde, pois os restaurantes e barracas já estavam fechando. O endereço é Rue de Bretagne, nº 39. Funciona das terças às quintas, de 8:30 às 13h e de 16h às 19:30h, sextas e sábados funciona de 8:30 às 13h e de 16h às 20h e aos domingo, de 8:30 às 14h. Fecha nas segundas-feiras!
Place des Vogues
Aproveitamos no caminho para entrar na Rue de Turenne esquina com  Rue des Francs-Bourgeois para ir conhecer Place des Vogues, a mais antiga praça planejada de Paris e onde os parisienses vão com as crianças e fazem piqueniques nos dias quentes. Este é também o bairro mais elegante da cidade, com o metro quadrado mais caro. Recomendo a quem vai pela primeira vez parcelar este programa em dois dias. Pois é bastante cansativo e corrido. Mas vale a pena se você estiver com pouco tempo ou se já conhece o Louvre.

Um comentário:

  1. UM PASSEIO POR PARIS, SEM SAIR DE CASA.
    SÓ QUE ACENDE A VONTADE DE UM DIA AINDA IR LA.

    ResponderExcluir

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!