terça-feira, 8 de julho de 2014

A pé por Strasbourg, França

Meio francesa, meio alemã...

Francesa e Alemã
Localizada a aproximadamente duas horas e vinte de viagem desde Paris, Strasbourg é uma pequena cidade francesa que faz fronteira com a Alemanha.  Tiramos apenas um dia, o que foi suficiente, para conhecer esta charmosa cidade. Mas poderíamos ter passado mais tempo por lá, pois é uma cidade muito agradável. Viajamos em TGV (trem de alta velocidade) o que tornou possível um bate e volta de Paris para Strasbourg. Saímos da Gare Est (Paris Est) em um trem da empresa SNCF e desembarcamos em Strasbourg Gare. A viagem é realmente veloz e o trem é confortável, dispondo de assentos com mesas disponíveis. O restaurante oferece alguns pratos especiais de chefes franceses de renome, onde tomamos um delicioso café da manhã com Croque Monsieur!
Como o tempo para a visita era reduzido, programamos na chegada a cidade pegar um bonde até a Catedral de Notre Dame. Porém, após uma passada no centro de informações da estação, observamos que rapidamente chegaríamos a pé ao nosso destino, aproveitando ainda para conhecer outras atrações pelo caminho. Logo no início nos encantamos com o que vimos: uma cidade meio alemã, meio francesa. Fala-se muito alemão também por lá. É tudo muito bem cuidado e a arquitetura muito rica e delicada.

Passamos pela Praça Gutemberg, onde fizemos questão de tirar uma foto junto à estátua do renomado pai da escrita impressa e precursor da popularização dos livros e da leitura por todo o mundo! Na praça há um lindo carrossel antigo.


Notre Dame: grandiosidade
Finalmente chegamos a Catedral de Notre Dame, o que nos deixou extasiados diante de tanta beleza e grandiosidade. Esqueça todas as lindas igrejas que você conheceu em Paris, como Sacre Couer, Saint Chapelle ou mesmo a própria Notre Dame de Paris, pois esta Notre Dame de Strasbourg o deixará maravilhado. Pelo menos foi esta a sensação que tivemos. Tão impressionante quanto o exterior é o seu interior com um antigo púlpito, um relógio astronômico e seu belíssimo órgão. A construção da catedral, em estilo Gótico, levou mais que quatro séculos. De 1015 até 1439. A torre medindo 142 metros de altura manteve-se como a igreja mais alta até o fim do século IXX. O entorno da catedral é igualmente antigo com suas ruas de pedra e seu rico comércio acomodado em prédios muito bem conservados. Ao lado da catedral está o museu Alsacien, que guarda peças desde a pré-história das famílias estraburguenses.


La Petite France


Já pela hora do almoço caminhamos para La Petite France onde paramos no restaurante Au Pont Saint Martin para comer uma deliciosa comida típica da Alsacia. Isto é, uma comida mais alemã do que francesa! Pois nosso objetivo era tirar o maior proveito da cultura Alemã, estando por ali. La Petite France é o bairro mais visitado de Strasbourg e realmente tem motivos para isso: além das graciosas casas bem conservadas que remontam a idade média, o III Rio com seus braços e canais envolve as construções com suas margens floridas (visitamos na primavera) dando um ar bucólico as ruas.  Aqui estão localizados também alguns bons restaurantes e algumas lojinhas de artigos para turistas. Depois de um bom vinho francês e uma gostosa cerveja alemã, continuamos o passeio pelas ruazinhas de La Petite France seguimos a pé de volta para a estação, para aguardar a partida de nosso trem para Paris.

Strasbourg é uma boa parada para a calmaria quando você está vivendo intensamente as capitais europeias. Por isso, essa quebrada na viagem foi encantadora e será sempre inesquecível!

4 comentários:

  1. Parabéns pelo site muito legal, estava navegando no google e encontrei ele de cara vlw galera!

    visite meu site também amigos http://www.apkmais.net/

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante. Deu vontade de conhecer.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela visita. Estive por lá Linux. Sim, Strasbourg vale a visita! Bjs,
    Puny

    ResponderExcluir

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!