sábado, 25 de fevereiro de 2012

Espanha: Madri e seus encantos!

Gran Vía a noite

Madri e Barcelona são cidades distintas como São Paulo e Rio de Janeiro. Mas em uma coisa não se distinguem: ambas são lindas capitais, com uma alegria efervescente. Madri está para a noite, assim como Barcelona está para a praia. Nesta postagem, seguindo a série do roteiro Lisboa, Madri e Barcelona, me dedicarei a comentar um pouco sobre a cidade de Madri.

1 – Puerta Del Sol: é o epicentro da cidade, de onde partem as principais ruas madrileñas e as principais estradas Espanholas. É o quilômetro zero do país. Fica no centro da cidade, perto de tudo. Por isso, se você puder se hospedar o mais perto do Sol, você estará muito bem localizado. Em Puerta Del Sol você encontrará a estátua de bronze de uma ursa. Em espanhol Oso – chama-se El Oso y El Madroño – que é uma árvore. Na verdade, a ursa simboliza a fertilidade do solo espanhol e a árvore, sua aristocracia.  Este é o símbolo da cidade de Madri.

2 – O que fazer: partindo da Puerta Del Sol (para chegar aqui de metrô, desça na estação Sol) cheque em seu mapa e vá a pé em todas as atrações relacionadas. Veja que tudo fica localizado ao redor da Puerta Del Sol:
• Plaza Mayor
• Palácio Real
• Estação de Atocha – a curiosidade deste local fica por conta da floresta tropical, toda climatizada, existente no interior da estação.
• Parque Del Retiro (ao lado de Atocha) – assim como o Hide Park está para Londres, o Jardim Botânico para o Rio de Janeiro e o Central Park está para New York, o Parque Del Retiro está para Madri...
 • Museo Del Prado - Suas principais obras são relacionadas aos pintores espanhóis Diego de Velázquez e Francisco Goya.
 • Museo Reina Sofia – Recomendo também uma visita à delicadeza deste museu que está do outro lado da rua do museu do Prado.
• Plaza de Las Cibeles com edifício do Palacio de Comunicaciones – praticamente ao lado do Museu do Prado.  Um dos mais importantes símbolos de Madri.
• Gran Vía
• Estádio de Santiago Bernabéu - sede do time de futebol Real Madri.
• Feria de Rastro – se sobrar tempo, em Domingos e feriados funciona no bairro La Latina, aonde se chega facilmente de metrô (estação de mesmo nome: La Latina), uma enorme feira com grande concentração de gente e barracas que vendem desde artigos de primeira a segunda mão. Ótimo para quem gosta de antiguidades!
Paella: típica refeição espanhola
3 – Gastronomia: quando falamos de Espanha, as paellas são os primeiros pratos em que pensamos, seguidos dos vinhos. Mas há que se comer de tudo um pouco. Em Madri, vale experimentar um cozido madrileño. Não deixe de ir ao Museo del Jamón (Calle Gran Vía, 72) e experimentar um sanduíche recheado com o verdadeiro presunto espanhol. Experimente também churros com chocolate quente, lanche típico das tardes frias em Madri. Na Espanha todos os pratos quentes vem acompanhados de água mineral ou vinho e pão. Os pães espanhóis são maravilhosos, feitos com puro trigo.
4 – Compras: além de encontrar uma profusão de lojas de grife pela cidade, não deixe de visitar as lojas de El Corte Inglés, grande rede espanhola de lojas departamento.
5 – Outra dica: vale entrar em todas as igrejas católicas que encontrar pelo caminho para ver suas belas arquiteturas, algumas típicas do período medieval ou gótico.

Desde Madri é fácil visitar a cidade de Segóvia e Toledo.

Se você gostou desta matéria, poderá curtir também A Barcelona de Gaudí , Visitando Lisboa e Portugal e Espanha para iniciantes

Um comentário:

  1. Madri... Quanta saudade! Vendo aqui desperta a vontade e voltar. Um dia, quem sabe!...

    ResponderExcluir

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!